Skip to content

[Guia completo] Como abrir uma loja de roupas virtual

Você sabia que o segmento de Moda e Vestuário lidera o ranking que mais movimenta as vendas online? Com uma fatia de 38% de faturamento no mercado brasileiro, segundo o levantamento NuvemCommerce, o setor se destaca como uma excelente forma de empreender pela internet.

Então, se você está pensando em abrir uma loja de roupas, saiba que este é um ótimo caminho para começar sua jornada empreendedora no e-commerce. E essa não é a única boa notícia: você chegou ao lugar certo!

Neste conteúdo, trazemos um guia completo com tudo que você precisa saber para vender roupas pela internet, desenvolver uma nova fonte de renda e entender como criar um negócio próprio. Vamos começar?

O que você irá encontrar por aqui:

Como abrir uma loja virtual de roupas do zero

O sonho de ter um negócio online e abrir uma loja de roupas é possível e você deve persistir nesse caminho, pois ele pode se tornar realidade.

Mas para ter sucesso, será necessário se empenhar em aprender como o mercado funciona para encontrar o seu lugar entre as pessoas que empreendem pela internet.

Para tornar seu começo mais fácil, separamos as principais dicas para iniciantes e que podem guiar os seus primeiros passos para criar uma loja de roupas do zero. Veja:

Passo a passo para montar uma loja virtual de roupas:

  1. Escolha o nicho de mercado;
  2. Entenda quem é seu público-alvo;
  3. Defina os canais de venda;
  4. Regularize sua operação;
  5. Encontre seus fornecedores;
  6. Escolha os meios de pagamento;
  7. Crie sua estratégia de fretes;
  8. Desenvolva seu atendimento e ofereça uma boa experiência;
  9. Elabore um plano de marketing e de vendas.

Escolha o nicho de mercado

O primeiro passo na abertura de um negócio é a escolha do nicho de atuação, que é a fatia de mercado onde estão os clientes interessados nos produtos que você irá vender.

Descobrir o nicho de mercado antes de abrir seu e-commerce é essencial, pois será a base de toda sua operação de vendas online. Comece com a pesquisa de como as lojas virtuais e vendedores se posicionam no segmento de Moda e Vestuário.

Compreenda o nicho de mercado também como subdivisões ou parcelas menores de atuação dentro do setor de Moda em que sua loja pode se especializar.

Dependendo do nicho escolhido, é possível montar uma loja de roupas femininas, de roupas infantis, de roupas esportivas, de produtos personalizados ou de moda geek/nerd, por exemplo.

Analise tanto os sites de roupas, quanto os produtos vendidos em marketplaces (sites que funcionam como shoppings centers e oferecem produtos de vários lojistas virtuais) como Shopee, Mercado Livre, entre outros.

Além de encontrar o nicho ideal para começar suas vendas no e-commerce, esse levantamento vai te ajudar a entender o seu público-alvo, o próximo tópico da nossa lista.

Entenda quem é seu público-alvo

Tão importante quanto descobrir o seu nicho de mercado é conhecer bem o público do segmento que você irá atender.

Entender o comportamento do consumidor, saber quais são as suas necessidades, preferências e características é fundamental para oferecer o que os clientes procuram.

Essa informação será bastante útil para montar o mix de produtos e posicionar o seu e-commerce de forma competitiva no mercado.

Na sequência, aprofunde o mapeamento do público-alvo e trace o perfil do seu consumidor específico, ou seja, aquele com mais chances de comprar o que você vende.

Esse perfil é chamado de persona, que é a representação fictícia do seu consumidor ideal. Mas não se engane, os dados para a criação da sua persona são informações reais como desejos, comportamento e dados demográficos, para citar alguns exemplos.

🏆Super Dica: documente sua pesquisa de nicho de mercado e de público-alvo, pois esses dados serão revisitados em outras etapas de abertura da sua loja de roupas, ok?

Defina os canais de venda

Depois de definir o nicho de atuação e o público-alvo, é hora de escolher quais canais serão usados para colocar seus produtos à venda.

Há muitas formas de vender online, isso quer dizer que você pode comercializar roupas nas redes sociais, no WhatsApp, Instagram, Facebook, em marketplaces ou criando sua própria loja virtual.

Todas as possibilidades citadas acima são maneiras de trabalhar com e-commerce, que nada mais é do que a venda de produtos pela internet.

Ah, lembra da pesquisa de mercado para encontrar o seu nicho e público ideais? Esse levantamento também pode apontar os canais mais usados pelos consumidores, ou seja, onde os clientes estão.

Esse é um bom ponto de partida na escolha do canal, ou canais, em que você vai começar sua jornada empreendedora.

Para entender melhor como funcionam as vendas pelo internet e como escolher os canais para vender no e-commerce, recomendamos a leitura do guia completo abaixo:

💡Saiba mais: Como abrir um e-commerce de sucesso

Regularize sua operação

Muitas pessoas caem na informalidade por medo dos impostos altos. A questão é que existe uma forma de começar a empreender com uma carga tributária reduzida e com uma série de benefícios para impulsionar os novos negócios.

Então, se você ainda não ouviu falar, ou sabe pouco sobre o que é Microempreendedor Individual, mais conhecido como MEI, vale conferir como essa regulamentação pode te ajudar!

O primeiro ponto positivo ao se registrar como MEI é ter um CNPJ para a sua empresa. Esse é um passo importante para profissionalizar seu e-commerce e servirá para comprar mercadorias abrindo portas com fornecedores que vendem apenas para quem tem CNPJ.

O CNPJ também serve para a geração de notas fiscais, o que confere credibilidade com seus clientes, pois muitos consumidores pedem a nota fiscal de suas compras online e desconfiam de quem não oferece o documento.

As vantagens não param por aí: com um MEI, quem vende pela internet pode registrar oficialmente um funcionário, acessar linhas de crédito especiais e serviços bancários diferenciados. Assim fica mais fácil gerenciar seu capital de giro.

A formalização como MEI inclui ainda o direito a benefícios previdenciários como auxílio-maternidade, auxílio-doença, aposentadoria e pensão por morte.

💡Saiba mais:  Passo a passo para abrir MEI gratuitamente

Encontre seus fornecedores

Para abrir uma loja de roupas é essencial contar com bons fornecedores. Aqui, novamente a pesquisa que você fez para definir o nicho de mercado e o público-alvo será utilizada.

Afinal, esse levantamento inicial contribui para a escolha dos produtos que você irá vender e para quem, não é mesmo? Então, se você tiver esses dados documentados será mais fácil ter a lista de itens mapeados pronta para buscar os fornecedores.

Mas como encontrar bons fornecedores e o que está envolvido nesse processo? Separamos uma lista do que você precisa para começar. Confira:

  1. Mapeie os tipos de roupas que serão vendidas;
  2. Pesquise fornecedores na internet;
  3. Verifique a existência de fornecedores em sua cidade;
  4. Visite polos de roupas por atacado em seu estado, regiões próximas ou avalie a viabilidade de viajar aos grandes centros como o Brás, em São Paulo, por exemplo;
  5. Troque informações com outros lojistas que você conhece;
  6. Conte com uma rede de fornecedores para o seu nicho e evite ficar refém de uma única fonte;
  7. Acompanhe as tendências e valores de mercado para negociar preços e melhores condições de compra.

💡 Saiba mais: Como encontrar os melhores fornecedores de roupas para loja virtual?

Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Escolha os meios de pagamento

O Pix se tornou o meio de pagamento líder na preferência do público no Brasil, mas não é a única maneira de pagar pelas compras na internet.

Então, antes de montar sua loja de roupas é preciso se preparar para oferecer variedade nas formas de pagamento se você quiser iniciar evitando perda nas vendas.

Para você ter uma ideia da quantidade de opções disponíveis, podemos listar 8 formas de pagamentos que podem ser oferecidas para e-commerce. Veja:

  1. Pix;
  2. Cartão de crédito;
  3. Cartão de débito;
  4. Boleto Bancário;
  5. Saldo em carteira digital;
  6. Pagamentos via Facebook e WhatsApp Pay;
  7. QR Code;
  8. Link de Pagamento.

Você precisa oferecer todos ao mesmo tempo? Não, mas quanto mais opções forem oferecidas, melhor.

Para começar, opte por aceitar pagamentos, no mínimo por: pix, cartões de crédito/débito e boleto bancário, que são os meios mais populares.

💡Saiba mais: Principais formas de pagamento para loja virtual

Crie sua estratégia de fretes

O envio da encomenda é importante não só porque conclui a experiência de compra online, mas porque o frete caro pode acabar com as suas vendas. Por isso, a entrega dos pedidos deve ser tratada como o carro-chefe da sua loja de roupas.

Segundo a Opinion Box, o frete é responsável por 66% do abandono de carrinho. Ou seja, é fundamental desenvolver uma estratégia de frete que ajude a convencer o cliente da compra e não o espante.

Aqui vão algumas dicas do que não pode faltar no planejamento da sua logística:

  1. Saber calcular frete e como usar a entrega estrategicamente;
  2. Elaborar a política de trocas e devoluções e deixar em local visível ao público;
  3. Desenvolver a logística reversa;
  4. Contar com um frete barato que torne sua loja de roupas mais competitiva no mercado e até permita criar promoções de frete grátis;
  5. Usar uma solução de fretes que permita calcular, rastrear e gerar etiquetas de frete com desconto, como o app SuperFrete.

Desenvolva seu atendimento e ofereça uma boa experiência

No e-commerce, o vendedor não pode mostrar os detalhes do produto pessoalmente, como acontece nas lojas físicas. Mas isso não quer dizer que os consumidores não tenham dúvidas que precisam ser esclarecidas nas vendas online, pelo contrário.

Neste cenário, aproveitamos para trazer o questionamento: onde você estará disponível para receber dúvidas e auxiliar o público? Apenas exibir seus produtos não será o suficiente para oferecer uma boa experiência de compra.

Portanto, determine em quais canais seus clientes poderão falar com você para tirar dúvidas antes, durante e depois do pedido feito.

Um bom atendimento tem o poder de conquistar novos consumidores, aumentar as taxas de retenção da sua loja e fidelizar os clientes. Logo, invista no desenvolvimento dos seus canais de atendimento.

💡Saiba mais: Como melhorar o atendimento ao cliente

Elabore um plano de marketing e de vendas

Para abrir uma loja de roupas de sucesso é preciso saber divulgar seus produtos e contar com um planejamento de marketing é essencial para alavancar as vendas.

Não importa o recurso que você irá usar para criar um documento com o seu plano, seja papel e caneta, uma planilha online ou outra ferramenta. O importante é anotar como será a sua estratégia e quais ações serão realizadas.

Para te ajudar a entender por onde começar, vamos compartilhar aqui uma lista para servir de base do seu planejamento de marketing, ok? Vamos lá!

  1. Escolha um nome para a sua marca e crie um logotipo da sua empresa;
  2. Identifique quais redes sociais seu público está presente e determine em quais desses locais pode divulgar seus produtos;
  3. Analise como funciona a divulgação dos seus concorrentes e explore os pontos altos dos seus produtos como diferenciais;
  4. Planeje ações de vendas com antecedência e prepare campanhas nas datas comemorativas do varejo;
  5. Aposte em fotos de boa qualidade na criação do catálogo de produtos, independente da plataforma (loja virtual, redes sociais ou marketplace);
  6. Verifique a viabilidade financeira do seu e-commerce antes de criar cupons de descontos e promoções;
  7. Faça uma avaliação da performance das campanhas ao final de cada ação;
  8. Use ferramentas como o WhatsApp Business e e-mail marketing para se comunicar com seus clientes;
  9. Avalie a possibilidade de trabalhar com anúncios pagos para impulsionar a divulgação de seus produtos e atrair mais clientes;
  10. Busque conhecimento sobre marketing digital, empreendedorismo e finanças.

Ideias para atrair clientes para loja de roupas

Até aqui você viu dicas sobre como abrir sua loja de roupas, mas e como fazer isso chamando a atenção dos visitantes e transformando esse público em clientes?

A seguir trazemos algumas estratégias que podem ser desenvolvidas no começo das suas atividades para atrair consumidores e até mesmo serem o ponto de partida do seu negócio. Não perca!

Venda roupas no Instagram

Você sabia que um estudo feito pela Opinion Box revelou que 64% das pessoas entrevistadas já compraram produtos descobertos no Instagram? Bom, não é à toa que a gigante das fotos possui um um braço de vendas, o Instagram Shopping, feito para quem decide vender no Instagram.

Seja para divulgação de produtos ou como canal principal de e-commerce, o Instagram permite criar uma loja virtual completa desde a criação de uma vitrine digital até o fechamento da compra.

Já pensou em ter toda sua estrutura de vendas e marketing em um só lugar? Com o Instagram isso é possível e pode ser feito diretamente nos posts com as imagens dos seus produtos.

Para se aprofundar no tema, sugerimos que leia o artigo exclusivo que deixamos a seguir para você ficar por dentro de cada detalhe sobre como vender roupas no Instagram.

💡Saiba mais: Aprenda a montar uma loja no Instagram

Venda e desenvolva o atendimento no WhatsApp

O WhatsApp é mais do que aplicativo de mensagens instantâneas mais utilizado no país. A plataforma da Meta possui uma série de recursos gratuitos para negócios de todos os tamanhos e estágios.

Então, se você ainda não conhece o WhatsApp Business, saiba que ele pode ser um importante aliado ou, até mesmo, seu primeiro canal de vendas.

Isso porque a versão empresarial da ferramenta permite a criação de catálogo de produtos, tem um meio de pagamento próprio, o WhatsApp Pay, enquanto atua como o canal de comunicação que aproxima clientes e empresas.

Através do WhatsApp Business, empreendedores podem até mesmo criar mensagens automáticas para responder situações pontuais imediatamente.

Você também pode divulgar o link do WhatsApp na bio em outras redes sociais ou canais de atendimento conectando seu público à sua loja no mensageiro.

💡Saiba mais: Como vender pelo WhatsApp: dicas para faturar mais

Crie Kits de produtos e saiba como aumentar o ticket médio

O ticket médio caracteriza o valor médio de vendas feitas em um negócio dentro de um período determinado. Essa é uma métrica importante e que deve ser monitorada desde o começo da loja de roupas.

Ao conhecer o seu ticket médio é possível elaborar ações para aumentar esse indicador, como o uso de estratégias de cross-sell, também conhecida como venda cruzada.

Nessa modalidade, você oferece itens adicionais aos que o visitante está procurando e, com isso, incentiva a compra de mais itens no mesmo pedido.

O setor de Moda é um terreno fértil para isso e os lojistas virtuais podem montar combinações de itens, ou kits/combos de produtos, para dar a ideia das peças que “ficam bem juntas”.

No conteúdo abaixo você pode aprender como fazer o cálculo do ticket médio e como desenvolver as principais estratégias que ampliam as vendas e os lucros. leia também:

💡Saiba mais: Como aumentar o ticket médio com cross-sell

Faça promoções com cupons de desconto

Uma técnica de vendas poderosa para atrair e convencer o público é oferecer cupons de desconto. Entretanto, antes é preciso uma avaliação prévia do orçamento do seu e-commerce para empregar a tática sem sair no prejuízo.

Você pode conceder o abatimento no valor final do produto de diversas formas, como nos exemplos a seguir:

  • Desconto percentual: 10% de desconto;
  • Por valor fixo: R$20;
  • Nas compras acima de determinado valor, como empregado nas estratégias de cross-sell;
  • Frete grátis;
  • Para recuperar carrinho abandonado;
  • Pós-venda.

💡Saiba mais: Como criar e oferecer cupons de desconto

Garanta um frete barato já no começo da sua loja

Se você chegou até aqui, pôde conferir um resumo com as dicas mais importantes para quem quer se tornar um lojista iniciante já com potencial para ter sucesso no e-commerce.

Lembra quando falamos que este artigo era um guia de primeiros passos? Não podemos deixar você sair daqui sem saber a dica que vai te colocar à frente de muitos vendedores: garanta um frete barato para ser o seu diferencial de vendas.

Para isso, conheça o app SuperFrete, a solução número 1 em calcular, rastrear e emitir etiquetas dos Correios com até 80% de desconto.

Com a SuperFrete fica mais fácil enviar as encomendas via PAC, Sedex e até Mini Envios, a modalidade dos Correios disponível apenas para quem tem contrato com a transportadora ou usa um aplicativo parceiro.

Comece sua loja de roupas de forma fácil, prática e segura com a ajuda da SuperFrete e tenha sucesso em sua jornada empreendedora!

 

Acompanhe todas as novidades e lançamentos da SuperFrete no Instagram, Linkedin, Twitter, Youtube, Facebook e TikTok.