Skip to content

O que é dropshipping e tudo sobre venda sem estoque

Se você está buscando uma forma de empreender com baixo investimento inicial e alta flexibilidade, vale a pena conhecer o que é dropshipping.

Para te ajudar a entender melhor sobre a modalidade de logística que permite a venda sem estoque no e-commerce, vamos explorar tudo o que você precisa saber sobre o dropshipping.

Seja você um empreendedor iniciante ou um veterano no mundo das vendas online, este conteúdo exclusivo oferecerá insights valiosos e dicas práticas.

Continue essa leitura e descubra como o dropshipping se encaixa nas vendas pela internet, entenda seus prós e contras e avalie se esse modelo de negócio é feito para você.  Vamos lá?

O que você vai ver por aqui:

O que é dropshipping e como vender sem estoque?

Dropshipping é um modelo de negócio no qual é possível ter uma loja virtual, como qualquer outra, mas com a diferença de que o vendedor terceiriza a logística de estoque das mercadorias e o envio dos pedidos aos clientes.

Ou seja, o e-commerce que atua na modalidade de dropshipping consegue vender sem precisar fazer um controle de estoque porque os itens oferecidos em seu catálogo são armazenados e distribuídos diretamente pelo fornecedor ou fabricante dos produtos.

É dessa forma que o dropshipping surge como uma oportunidade de geração de renda na internet, pois possibilita que empreendedores virtuais consigam vender sem estoque no e-commerce.

Dropshipping: como funciona na prática?

O dropshipping funciona como uma modalidade logística que supre alguns elementos que empreendedores iniciantes podem ter maior dificuldade de gerenciar no começo do negócio.

Na prática, para vender online com dropshipping, o lojista precisa criar uma oferta atrativa do produto que destaque o custo-benefício daquela compra para o consumidor.

Uma forma de fazer isso é investir em anúncios pagos em plataformas e comparadores de preços, como Google Shopping, ou nas redes sociais, como Facebook Ads e Instagram Ads, por exemplo.

O YouTube e o TikTok também são canais de divulgação interessantes que podem trazer bons resultados para vendas via dropshipping.

Outra alternativa são sites de notícias que apresentam recomendações de produtos e serviços através dos Native Ads (Publicidade Nativa), formato de anúncio que parece mais com um artigo noticioso e não uma propaganda propriamente dita.

Dropshipping: para quem é indicado?

O dropshipping é uma opção atraente para uma variedade de empreendedores, desde iniciantes no e-commerce, até empresários já estabelecidos que buscam diversificar seus negócios.

Como mostraremos neste conteúdo, este modelo de logística oferece uma série de vantagens que podem atrair diversos perfis de vendedores e empresas. Mas será que esse tipo de negócio é o ideal para você? Confira alguns exemplos e tire suas dúvidas:

Empreendedores iniciantes nas vendas online

Se você é novo no mundo do comércio eletrônico e deseja testar suas habilidades sem fazer um grande investimento inicial, o dropshipping pode ser uma ótima opção.

Sem o investimento em estoque, você pode começar a vender produtos online com pouco capital inicial.

Empreendedores com limitação de armazenamento

Se a falta de espaço para armazenar produtos é um impedimento para começar sua jornada empreendedora, vale a pena considerar as vantagens da venda sem estoque.

O mesmo vale para quem deseja evitar os custos associados ao armazenamento e logística, para citar outro exemplo de barreira que o dropshipping pode romper.

Empreendedores que desejam diversificar seu portfólio

Se você já possui um negócio estabelecido e deseja expandir sua linha de produtos sem assumir riscos financeiros significativos, o dropshipping pode ser uma maneira eficaz de diversificar seu portfólio.

Você pode adicionar novidades à sua loja online e ampliar seu catálogo de produtos sem precisar arcar com o investimento financeiro no estoque.

Empreendedores com foco em marketing e vendas

Se suas habilidades estão mais voltadas para o marketing e vendas do que para a gestão de estoque e logística, o dropshipping pode ser uma excelente opção.

Ao se concentrar na promoção e venda online de produtos, você pode aproveitar ao máximo as habilidades e recursos que você domina e terceirizar outras áreas do negócio que estão fora da sua expertise.

Empreendedores que buscam testar mercados e produtos

Com o dropshipping, você pode testar novos mercados e produtos com facilidade, sem o compromisso de comprar grandes quantidades de produtos e que podem gerar prejuízos com o estoque parado.

Dessa forma, é possível reduzir alguns riscos do investimento na compra de produtos que podem ter saída, ou não, o que prejudica a saúde financeira do seu negócio.

Logo, a venda sem estoque permite que você experimente diferentes nichos de mercado, descubra quais produtos revender e segmentos são mais lucrativos para o seu e-commerce com um grau menor de risco.

💡Saiba mais: Produtos que mais vendem na internet

Vantagens do dropshipping

Muitas pessoas se perguntam se é possível ganhar dinheiro na internet através da venda sem estoque. Como a resposta é sim, o dropshipping se torna muito atraente devido ao baixo investimento inicial.

Confira a seguir algumas das principais vantagens:

1. Baixo investimento inicial

Um dos maiores benefícios do dropshipping é que você não precisa custear o estoque inicialmente. Logo, seu negócio pode começar com um investimento mínimo, reduzindo significativamente os riscos financeiros.

2. Facilidade de entrada no mercado

Com o dropshipping, não há necessidade de lidar com questões de giro de estoque, embalagem e envio. Isso simplifica muito o processo de entrada no mercado e permite que você se concentre na construção e promoção da sua loja online.

3. Flexibilidade geográfica

Como o dropshipping não requer a manutenção de um estoque físico, você pode administrar seu e-commerce de qualquer lugar do mundo, desde que tenha acesso à internet.

Essa característica possibilita uma flexibilidade geográfica incrível para empreendedores que desejam viajar ou trabalhar remotamente.

4. Variedade de produtos

Você pode disponibilizar uma ampla variedade de produtos aos seus clientes sem precisar arcar com os gastos para a compra de produtos e a reposição de estoque.

Testar diferentes nichos de mercado e a aceitação de produtos também se torna mais fácil ao optar pela modalidade em que o risco de estoque parado deixa de ser um desafio.

Em resumo, o dropshipping pode ser utilizado para criar um mix mais variado e atrativo de produtos na sua loja virtual ou no catálogo das suas redes sociais.

💡Saiba mais:

5. Escalabilidade

À medida que o seu negócio cresce, você pode escalar suas operações de dropshipping sem se preocupar com os custos e complexidades associados ao aumento do estoque.

Essa característica torna o dropshipping uma opção altamente escalável para empreendedores que buscam crescimento rápido.

Desvantagens do dropshipping

Embora a ideia de ganhar dinheiro na internet sem precisar manter um estoque físico possa parecer atraente, é importante reconhecer também as desvantagens do dropshipping.

Entre os aspectos negativos estão desde margens de lucro mais baixas, até a dependência dos fornecedores. Portanto, além de conferir os prós, vale também avaliar os contras da modalidade:

1. Margens de lucro mais baixas

Como os fornecedores geralmente cobram uma taxa pelo serviço de dropshipping, suas margens de lucro podem ser menores em comparação com modelos de negócios tradicionais.

Apesar da facilidade em escalar o negócio, como vimos na lista de vantagens, em termos de crescimento financeiro, uma margem de lucro menor pode limitar sua capacidade de aumentar seus lucros a longo prazo.

2. Dependência dos fornecedores

No modelo de dropshipping, você depende dos fornecedores para fornecer produtos de qualidade e, principalmente, entregá-los no prazo.

A limitação no controle de qualidade dos produtos pode ser reduzida ao testar os itens anteriormente. Entretanto, será mais difícil identificar previamente se algum lote defeituoso foi enviado para seus clientes até que eles entrem em contato e reclamem.

Em resumo, se um fornecedor enfrentar problemas de estoque ou logística, isso pode afetar negativamente a experiência do cliente e sua reputação como vendedor.

🎞️ Assista e saiba mais:

 

3. Menor controle sobre o processo de envio

Como você não está envolvido diretamente no processo de envio, tem menos controle sobre a embalagem, tempo de entrega e qualidade do serviço. Isso pode levar a experiências de cliente inconsistentes e reclamações relacionadas ao envio.

A terceirização do envio reduz drasticamente sua capacidade de gestão das envio de mercadorias e impede até mesmo a criação de campanhas usando uma taxa de entrega diferenciada e até mesmo um dos gatilhos mais poderoso de vendas: o frete grátis.

💡Saiba mais: Aprenda a calcular frete grátis sem sair no prejuízo

Confira também essas ferramentas gratuitas:

🎯Checklist completo para oferecer frete grátis

🎯SuperCalculadora de Frete Grátis

🎯Simulador de Frete Grátis

4. Concorrência acirrada

Devido à facilidade de entrada no mercado, o dropshipping pode ser altamente competitivo.

Entretanto, você pode concorrer com uma grande quantidade de outros vendedores que oferecem os mesmos produtos a preços semelhantes, o que pode dificultar a diferenciação da sua marca.

5. Riscos de estoque esgotado

Como você não controla o estoque, há um risco de que os produtos que você lista em sua loja virtual ou redes sociais estejam esgotados ou indisponíveis no fornecedor.

Isso pode levar a atrasos no envio e insatisfação do cliente, o que se destaca como outro ponto desfavorável à sua reputação como vendedor.

Dropshipping: como começar do zero?

Se aventurar no mundo do dropshipping pode ser empolgante, mas é importante estar preparado para os desafios e oportunidades que surgem ao longo do caminho.

Para te ajudar, listamos algumas dicas e passos práticos para facilitar o começo da sua jornada no dropshipping:

1. Pesquise e planeje

  • Dedique um tempo para pesquisar e entender o funcionamento do modelo de negócio dropshipping;
  • Identifique seu nicho de mercado e pesquise tendências e demandas atuais;
  • Elabore um plano de negócios detalhado, incluindo metas, orçamento e estratégias de marketing.

Ferramentas gratuitas:

🎯Planilha de Precificação de Produtos

🎯 Planilha de fluxo de caixa

2. Encontre fornecedores confiáveis

  • Utilize recursos online, como diretórios de dropshipping e marketplaces, para encontrar fornecedores confiáveis;
  • Participe de grupos e fóruns especializados para obter recomendações e insights de outros empreendedores;
  • Entre em contato diretamente com fabricantes e distribuidores para negociar termos e condições de parceria.

💡Saiba mais:

3. Estabeleça parcerias sólidas

  • Avalie a reputação e a credibilidade dos fornecedores antes de fechar qualquer negócio;
  • Estabeleça uma comunicação clara e transparente com os fornecedores para garantir uma parceria sólida e duradoura;
  • Negocie preços competitivos e condições de entrega favoráveis para maximizar sua margem de lucro.

4. Configure sua loja online

  • Escolha uma plataforma de e-commerce adequada às suas necessidades, como Shopify, WooCommerce ou Nuvemshop, por exemplo;
  • Personalize sua loja virtual ou redes sociais com um design atraente e funcionalidades que facilitem a navegação e a compra;
  • Utilize técnicas de SEO (Search Engine Optimization) para aumentar a visibilidade dos seus produtos nos buscadores online e atrair mais clientes.

5. Desenvolva estratégias de marketing

  • Utilize estratégias de marketing digital, como SEO, marketing de conteúdo, mídia social e publicidade paga, para promover sua loja e seus produtos;
  • Conheça o seu público-alvo e adapte suas campanhas de marketing para atender às suas necessidades e preferências;
  • Acompanhe e analise regularmente o desempenho de suas campanhas para identificar áreas de melhoria e oportunidades de crescimento.

11 erros para evitar no dropshipping

1. Errar na seleção de fornecedores

Um dos erros mais comuns é não fazer uma pesquisa adequada sobre os fornecedores.

Optar por fornecedores com reputação duvidosa pode resultar em atrasos nas entregas, produtos de baixa qualidade ou até mesmo problemas legais.

2. Trabalhar com margens de lucro insuficientes

Muitos novos dropshippers cometem o erro de não calcular corretamente suas margens de lucro.

É importante considerar não apenas o preço de atacado do produto, mas também os custos de envio, taxas de transação e despesas gerais para garantir que haja uma margem de lucro satisfatória.

3. Não se diferenciar dos concorrentes

Não se destacar da concorrência é um grande erro no dropshipping. Os clientes têm muitas opções e é importante oferecer algo único, seja em termos de produtos exclusivos, atendimento ao cliente excepcional ou experiência de compra personalizada.

4. Ignorar políticas de devolução e reembolso

Não ter uma política clara de devolução e reembolso pode afetar negativamente a reputação do negócio.

É essencial comunicar claramente aos clientes quais são os procedimentos em caso de insatisfação com o produto.

💡Saiba mais: Logística reversa: o que é e como usá-la na fidelização de clientes

🎯Ferramenta gratuita: Gerador de Política de Troca e Devolução

5. Não testar produtos

Lançar produtos sem testá-los adequadamente pode resultar em problemas de qualidade, o que pode levar a altas taxas de devolução e insatisfação do cliente. Testar os produtos antes de oferecê-los para venda é fundamental.

6. Não investir em marketing

Contar apenas com a plataforma de dropshipping para atrair clientes é um erro. É importante investir em estratégias de marketing digital, como SEO, publicidade paga e marketing de conteúdo, para aumentar a visibilidade da loja e atrair mais clientes.

🎯Ferramenta gratuita: SuperCronograma de Postagens Grátis

7. Não ter um atendimento ao cliente eficiente

O atendimento ao cliente é crucial para o sucesso no dropshipping. Ignorar perguntas, reclamações ou problemas dos clientes pode levar a avaliações negativas e prejudicar a reputação da marca.

💡Saiba mais: Como melhorar o atendimento ao cliente em 11 passos

8. Não acompanhar as tendências do mercado

Ficar desatualizado em relação às tendências do mercado pode levar a uma oferta de produtos obsoleta ou não competitiva.

Por isso, é crucial ter atenção às mudanças no mercado, adaptar o catálogo de produtos conforme necessário e utilizar as movimentações como insumos para ajustes na rota do seu negócio.

💡Saiba mais: 7 tendências das redes sociais para bombar sua loja virtual

9. Não investir em educação e aprimoramento

O dropshipping é um modelo de negócio dinâmico e em constante evolução. Não buscar aprender continuamente sobre estratégias de vendas, marketing e gestão pode limitar o crescimento do negócio a longo prazo.

Investir em educação e aprimoramento é fundamental para se manter competitivo no mercado de dropshipping.

💡Saiba mais: 8 melhores cursos de vendas online

10 . Não legalizar sua empresa

Começar a jornada no e-commerce sem oficializar sua empresa é um erro comum, mas que pode trazer consequências sérias.

A falta de legalização pode resultar em questões fiscais e legais, além de limitar suas opções de fornecedores e fabricantes. Uma das maneiras mais simples e acessíveis de formalizar seu negócio é através do Microempreendedor Individual (MEI).

Além de oferecer benefícios fiscais e previdenciários, o MEI pode ser um pré-requisito para estabelecer parcerias com fornecedores e fabricantes, garantindo assim a credibilidade e sustentabilidade do seu negócio no longo prazo.

💡Saiba mais: Passo a passo de como abrir um MEI gratuitamente

11. Falhar na gestão de estoque

Não monitorar o estoque de forma eficiente pode resultar em vendas de produtos que estão fora de estoque, o que pode causar frustração nos consumidores e eliminar suas chances de fidelização de clientes.

Dessa forma, utilizar ferramentas de gestão de estoque e manter uma comunicação regular com os fornecedores é essencial.

Liberdade para fazer a gestão de logística completa

Neste conteúdo, exploramos as nuances do dropshipping, suas potencialidades e limitações. Esperamos ter contribuído para você ter mais informações e conseguir decidir o caminho ideal para sua jornada empreendedora.

Mas, e se houvesse uma alternativa que oferecesse ainda mais liberdade e controle sobre a gestão logística?

Imagine ter a autonomia para criar campanhas de frete grátis, gerenciar suas entregas de forma eficiente e aumentar suas vendas sem se preocupar com os custos excessivos de logística.

Com uma plataforma de intermediação logística como a SuperFrete, tudo isso se torna possível.

Seja em um aplicativo exclusivo para celulares ou através de integrações com as principais plataformas de e-commerce, marketplaces e até conexão com sites próprios, a SuperFrete proporciona descontos de até 80% no cálculo de frete, emissão de etiquetas 24h e um serviço sem mensalidades ou limites mínimos de envios mensais.

Ou seja, com o parceiro certo, a gestão logística de entregas se torna simples e acessível para empreendedores de todos os tamanhos e fases no negócio.

Não deixe que a logística seja um obstáculo para o crescimento do seu negócio: descubra a liberdade de fazer a gestão completa de suas entregas com a SuperFrete.

 

 

 

Acompanhe todas as novidades e lançamentos da SuperFrete no Instagram, Linkedin, Twitter, Youtube, Facebook e TikTok.