Skip to content

Transportadora para ecommerce: 19 opções para enviar encomendas

Você já abriu um negócio ou está pensando em vender pela internet e tem várias dúvidas sobre o envio dos pedidos. Uma delas é saber como funciona uma transportadora para ecommerce.

Essa é uma das incertezas mais comuns na jornada de quem começa a vender online e a boa notícia é que você encontrou o conteúdo certo para responder suas perguntas.

E mais: veja também uma lista com as 19 principais alternativas de transportadoras do país. Vamos começar?

O que você vai ver neste artigo:

O que é transportadora para ecommerce?

Transportadora para ecommerce é uma empresa que presta serviços de transporte de produtos vendidos pela pela internet. Como o envio dos pedidos é uma etapa fundamental na experiência de compra no e-commerce, é essencial encontrar uma transportadora adequada para realizar a entrega das mercadorias.

Para atender esse mercado, o Brasil conta com uma ampla variedade de companhias que fazem o frete das encomendas geradas nas compras online.

Como funciona o frete no e-commerce?

O processo de entrega de compras feitas na internet pode ser feito enviando o produto pelos Correios, transportadoras privadas ou via plataformas de fretes.

Como parte integrante da jornada de compra na internet, o frete no ecommerce é uma responsabilidade do vendedor do produto, independentemente do canal de vendas utilizado.

Segundo uma pesquisa da Opinion Box, o frete caro é responsável por 66% do abandono de carrinho, portanto, a escolha da transportadora certa para o seu negócio é decisiva para oferecer frete barato.

Além disso, o transporte do pedido forma um conjunto que deve proporcionar uma experiência satisfatória para o cliente. Confira os fatores :

  • Preço do frete
  • Prazo de entrega
  • Rastreamento do pedido
  • Proteção contra avarias, danos ao produto ou extravios do pacote
  • Logística reversa (frete realizado quando o produto precisa voltar do cliente para o vendedor)

💡Saiba mais: Logística reversa: o que é e como usá-la na fidelização de clientes

Tipos de transportadoras para ecommerce

Existem diversas transportadoras no Brasil que atuam com foco na logística para e-commerce, dentre elas, os Correios, que é a transportadora dessa modalidade mais utilizada no país

As opções de empresas de logística para vendas online também se enquadram em tipos de modal de transporte, que é o meio de deslocamento da carga usado no envio como rodoviário, hidroviário e aéreo, por exemplo.

Confira a seguir os detalhes sobre os tipos de transportadoras para ecommerce e as características do frete das compras pela internet:

Correios

Os Correios são a transportadora com a maior capilaridade em território nacional, ou seja, com cobertura até mesmo nas regiões mais distantes e remotas do Brasil.

Isso faz da estatal o serviço mais procurado entre os brasileiros, incluindo os vendedores online. A variedade nos serviços disponíveis vai desde o mais econômico, como o PAC, quanto a entrega mais rápida, o Sedex.

Outro diferencial dos Correios como transportadora para ecommerce é trabalhar com uma modalidade exclusiva para pequenas encomendas, o PAC Mini.

💡Saiba mais:

📌Guia completo para enviar as encomendas do seu e-commerce pelos Correios

📌Contrato Correios: como funciona + detalhes extras

📌Proibições e restrições Correios: o que não pode enviar?

Transportadoras privadas

Além dos Correios, que é uma estatal, o mercado possui diversas empresas de transporte no setor privado à disposição dos lojistas online.

Com uma quantidade maior de empresas, o setor privado oferece o transporte de cargas mais pesadas e de maior volume, como no caso de móveis.

É interessante pesquisar sobre os serviços de cada uma, pois é possível encontrar empresas especializadas em determinados nichos, como o transporte de medicamentos, por exemplo.

Transporte rodoviário

O transporte rodoviário é o meio mais usado no Brasil tanto por ser o mais barato quanto por permitir o frete de cargas maiores e mais pesadas.

Por ser um país em que a malha ferroviária não possui grande extensão, as rodovias concentram a maior fatia de movimentação de encomendas, inclusive as do e-commerce.

Neste nicho as mercadorias são transportadas em caminhões, furgões e até mesmo ônibus de passageiros, como no caso da Buslog, que transporta pessoas e encomendas simultaneamente.

Transporte aéreo

Apesar da malha rodoviária ser extensa e cobrir praticamente todo o território nacional, quando o assunto é agilidade, o transporte aéreo é a melhor solução.

Azul Cargo Express e LATAM Cargo são exemplos de transportadoras que oferecem a rapidez do modal aéreo e prazos de entrega mais curtos, ideais para o frete expresso.

Expressa

A entrega expressa é o tipo de transporte mais rápido para atender entregas mais urgentes ou que a prioridade seja a entrega com menor prazo, apesar do custo ser um pouco mais elevado.

Várias transportadoras trabalham tanto com serviços convencionais (entrega em maior tempo) quanto na modalidade expressa. Em fretes na mesma cidade, é possível, inclusive, encontrar serviços que entregam o pedido no mesmo dia.

Para exemplificar, podemos citar os Correios que possibilitam a escolha de várias opções na modalidade de entrega expressa além do Sedex tradicional, conforme a localização do e-commerce remetente e o destinatário do pedido: Sedex 10, Sedex 12 e Sedex Hoje.

💡Saiba mais: Sedex: tudo que você precisa saber sobre a entrega rápida dos Correios

Couriers

O transporte courier é outra modalidade de entrega rápida, conhecida como a prestação do serviço de porta a porta. Neste modelo o remetente pode contar com a coleta do produto no endereço do e-commerce ou centro de distribuição (nos grandes e-commerces), além da entrega ao cliente final.

No ramo de transportadoras couriers, as empresas privadas oferecem menos restrições quanto ao limite de peso e dimensões dos pacotes. Neste segmento, a Jadlog e a Total Express estão entre as empresas que fornecem esse tipo de serviço.

Pick up store e pick up point

Os três termos acima não são transportadoras, e sim, alternativas de frete que podem ser usadas por quem possui uma loja física e também vende pela internet ou que contam com pontos de retirada parceiros.

Além de úteis no desenvolvimento de uma estratégia omnichannel (multicanal), a possibilidade de retirada do produto em uma loja quebra a objeção do frete caro, reduzindo as chances de abandono de carrinho.

As aplicações práticas desses serviços incluem também a retirada do pacote em outros e-commerces, como acontece nos marketplaces em que o cliente compra de um vendedor e retira o produto em uma loja física do Magazine Luiza, Casas Bahia ou Ponto Frio em sua cidade, por exemplo.

Os benefícios são aproveitados tanto pelos vendedores virtuais que podem gerar vendas adicionais quanto pelos clientes que eliminam o custo do envio.

Veja cada uma em detalhes:

  • Pick up store: traduzido para o Português, significa “retirada na loja” e consiste na possibilidade do cliente optar por dispensar o gasto com o frete indo até a loja buscar a mercadoria. Além da economia para o cliente, pode resultar em aumento das vendas quando o consumidor adquire mais itens junto com a retirada da compra online.
  • Pick up point: em tradução livre, o termo caracteriza “pontos de retirada” e, como o nome já indica, caracteriza a possibilidade de pegar a mercadoria em pontos de retirada parceiros. Neste serviço o lojista conta com uma rede de lugares que operam como pontos de retirada, possibilitando que o cliente escolha a opção mais próxima do seu endereço. A alternativa também pode ser encontrada pelo nome Click to collect.

Plataforma de fretes

Contratar os serviços de uma transportadora não é a única forma de enviar os pedidos do seu e-commerce. Uma alternativa que cresce a cada ano entre os empreendedores é usar uma plataforma de fretes para entregar as mercadorias.

Através de uma plataforma de frete, como a SuperFrete, lojistas virtuais são conectados às transportadoras, como os Correios, por exemplo, e conseguem ter frete barato, além de acessar serviços exclusivos, mesmo sem contratos individuais ou com um alto volume de vendas mensais.

💡Saiba mais: Frete barato: 4 dicas para reduzir o valor do frete no seu e-commerce

19 principais transportadoras para ecommerce no Brasil

O mercado brasileiro conta com uma ampla variedade de opções de transportadoras para ecommerce para atender lojistas virtuais. Confira:

  1. ASAP Log
  2. Azul Cargo Express
  3. B2Log
  4. Braspress
  5. Brix Cargo
  6. Correios
  7. DHL
  8. Diálogo Logística
  9. DLog
  10. FedEx
  11. Jadlog
  12. Jamef
  13. LATAM Cargo
  14. Loggi
  15. RTE Rodonaves
  16. SuperFrete (plataforma de fretes)
  17. TNT
  18. Total Express
  19. TSV Transportes

Como você viu na lista acima, seu e-commerce também pode utilizar o serviço de uma plataforma de fretes, que é uma empresa que conecta lojistas às transportadoras e facilita o envio de encomendas.

Vamos falar disso detalhadamente no próximo tópico.

Plataforma de fretes: o que é e como funciona?

Uma plataforma de fretes é uma empresa que conecta pequenos e médios e-commerces com as transportadoras mais fácil e com menos burocracia.

O principal diferencial de enviar encomendas através de uma plataforma, ou gateway de fretes, é o acesso a condições exclusivas sem precisar negociar contratos individuais com cada transportadora. O que pode ser difícil para empreendedores que estão começando a vender pela internet.

Isso é possível porque a plataforma reúne a demanda de milhares de lojistas e garante alto volume de entregas às companhias de transporte em troca de fretes mais baratos.

A SuperFrete é uma plataforma de fretes que possibilita que empreendedores em todo o país enviem seus pedidos com custos menores e condições exclusivas, independentemente da quantidade de fretes emitidos por mês.

Essa oportunidade é o que os vendedores virtuais mais precisam para alavancar suas vendas, pois conseguem frete barato mesmo no começo das vendas online.

💡Saiba mais: Conheça a SuperFrete: Cálculo, emissão e rastreio de encomendas

Como escolher uma transportadora para loja virtual?

Escolher uma transportadora para ecommerce nem sempre é uma tarefa fácil. Mas para te ajudar a saber o que considerar, separamos algumas dicas em formato de checklist. Veja:

Verifique se a transportadora:

  • Oferece valores acessíveis e frete barato tanto nas modalidades econômicas quanto nas opções expressas de envio;
  • Possui envio mínimo de fretes por mês como requisito obrigatório para fechamento de contrato;
  • Tem integração com o site da sua loja virtual;
  • Oferece rastreamento dos envios;
  • Possui muitas reclamações não respondidas no site de reputação Reclame Aqui;
  • Oferece possibilidade de serviço de logística reversa;
  • Tem suporte contra extravios e avarias dos pacotes;
  • Tem um atendimento ao cliente humanizado e eficiente;
  • Oferece, ou não, serviço de coleta;
  • Abrange as cidades e estados para quais você vende.

Frete dentro da realidade do seu negócio

Neste artigo você pôde entender melhor como funciona o ecossistema de transportadora para ecommerce e as possibilidades que você pode encontrar para atender o envio de encomendas pela internet.

Esperamos ter te ajudado a saber como escolher a empresa que vai suprir a sua demanda dentro da realidade do seu negócio.

E para deixar uma última dica, saiba que a plataforma de fretes SuperFrete desburocratiza o envio de pedidos de pequenos e médios vendedores virtuais em todo o Brasil.

Com a SuperFrete, empreendedores podem economizar até 80% na entrega dos pedidos. E tudo isso em uma plataforma fácil de usar, sem precisar negociar contratos individuais ou ter um limite mínimo de fretes para ter desconto.

Venha fazer parte da Super-rede de empreendedores online que mais cresce no país.

Economizar com a SuperFrete

 

Acompanhe todas as novidades e lançamentos da SuperFrete no Instagram, Linkedin, Twitter, Youtube, Facebook e TikTok.